Arte Equestre em Belém

Escola Portuguesa de Arte Equestre >> Cavaleiros

Cavaleiros

Cheap NFL Jerseys
Wholesale NFL Jerseys
Cheap NBA jerseys
Cheap jerseys china
  • António Borba Monteiro

    Nasceu numa família de cavaleiros e criadores de cavalos e de touros, sendo o seu tio, o Dr. Guilherme Borba, um dos fundadores da Escola Portuguesa de Arte Equestre, responsável por grande parte da sua formação. Competiu na modalidade de dressage. Entrou para a EPAE em 1981, 2 anos após a sua fundação, onde é Mestre Picador desde 1998.

    • Carlos Tomás

      Começou a montar com 8 anos, na Quinta da Marinha. Em 1995 entrou como estagiário para o Centro Equestre da Lezíria Grande, onde permaneceu 5 anos. Colaborou com a Coudelaria Ortigão Costa, com o Centro Hípico da Quinta da Moura (Equitop) e Coudelaria Xavier de Lima. Entrou para a EPAE em 2006, onde é atualmente Picador.

      • Francisco Bessa de Carvalho

        Iniciou a sua atividade como cavaleiro em 1980 com Luís Valença Rodrigues. Em 1984 entrou na Escola Portuguesa de Arte Equestre, onde permanece até hoje. Ao longo dos anos deu aulas em vários Centros Equestres. Em 1990 iniciou-se como criador de cavalos Puro Sangue Lusitano. É atualmente Picador na EPAE e licenciou-se recentemente em Ciências Equinas.

        • Gonçalo Soares

          Começou a montar a cavalo em criança. Colaborou com vários centros hípicos, quer como desbastador/cavaleiro, quer como professor de equitação.

          Entrou para a Escola Portuguesa de Arte Equestre em 2005, onde tem participado em diversos espetáculos, realizando nomeadamente capriolas montadas.

          • João Pedro Rodrigues

            Iniciou-se na equitação aos 10 anos. Foi cavaleiro federado nas três modalidades: obstáculos, ensino desportivo (dressage) e concurso completo de equitação. Foi aluno dos cavaleiros João Trigueiros de Aragão, D. Diogo de Lafões, Mestre Nuno de Oliveira e do Dr. Guilherme Borba. Entrou para a Escola Portuguesa de Arte Equestre em 1980, um ano após a sua fundação. Exerce simultaneamente a atividade de criador de cavalos Puro Sangue Lusitano e é Mestre Picador Chefe da Escola Portuguesa de Arte Equestre.

            • João Quintas

              Começou a montar aos 6 anos de idade na Escola de Equitação da Sociedade Hípica Portuguesa. Foi aluno dos antigos cavaleiros da Escola Portuguesa de Arte Equestre, Sr. João Trigueiros de Aragão e D. José de Athayde, pela mão do qual ingressou como aluno na EPAE aos 16 anos. Recebeu também aulas do cavaleiro Emídio Pinto.

              Aos 18 anos participou no primeiro espetáculo pela Escola, tendo desde então participado na grande maioria das apresentações, tanto em Portugal, como no estrangeiro. Entrou em todos os números do espetáculo com destaque na execução de solos, apresentando cavalos por si ensinados, só com uma mão.

              • Luís Raposo

                Durante oito anos fez parte integrante dos espetáculos internacionais do mestre Luís Valença, fazendo sobressair o espetáculo Apassionata. Estagiou um ano em Hamburgo com o cavaleiro Nuno Palma e dois anos com o cavaleiro Daniel Pinto.

                • Nuno Vicente

                  Concluiu o curso de Monitor de Equitação na Escola Profissional de Agricultura de Abrantes e trabalhou em várias coudelarias portuguesas. Tem competido na modalidade de dressage onde obteve vários prémios, com participações em provas nacionais, desde as categorias Cavalos Novos até ao nível de Grande Prémio, bem como em provas internacionais.

                  • Ricardo Ramalho

                    Entrou para a Escola Portuguesa de Arte Equestre em 1999.

                    Tem competido na modalidade de dressage com participações em provas nacionais, desde as categorias Cavalos Novos até ao nível de Grande Prémio, bem como em provas internacionais de Cavalos Novos. Obteve vários prémios nas Taças de Portugal e Campeonatos de Cavalos Novos. É Ajudante de Monitor pela Federação Equestre Portuguesa e Monitor de Equitação Tradicional Portuguesa pela Escola Nacional de Equitação.

                    • Rui Almeida

                      Iniciou a prática equestre no Picadeiro da Quinta da Fonte Santa, em 1979. Teve lições com vários cavaleiros consagrados, como Nuno Oliveira e Dr. Filipe Figueiredo. Concluiu o curso de Agro-Pecuária na Escola Prática de Agricultura D. Dinis e trabalhou em importantes coudelarias portuguesas. Integrou a Escola Portuguesa de Arte Equestre em 2001, participando em numerosos espetáculos desde então.

                      • Rúben do Val

                        Começou a montar em 2000 na Quinta do Azinheira, em Mafra. Colaborou com a Escola de Equitação de Alcainça, em 2002. Ingressou no Curso Técnico de Gestão Equina na Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes, no ano de 2005, terminando-o em 2008 com o grau de Monitor de Equitação. No final do segundo ano de curso realizou estágio na Escola Portuguesa de Arte Equestre. Estagiou no Centro Equestre da Lezíria Grande durante o ano de 2008.

                        Entrou como aluno para a Escola Portuguesa de Arte Equestre em 2009. É actualmente Picador Ajudante na EPAE.

                        • Vasco Gaiolas Pinto

                          Oriundo de uma família com ligação aos cavalos, muito cedo inicia a prática da equitação. Em 1996 entra para o Centro Equestre da Lezíria Grande onde, sob orientação do Mestre Luís Valença, permanece durante 5 anos. Entra para a Escola Portuguesa de Arte Equestre em 2001, tendo realizado estágio em 2005 na École National d’Équitation – Le Cadre Noir de Saumur, em França.